Inclusão é realidade na indústria da moda! - Quatro K
Área Restrita

Novidades

Inclusão é realidade cada vez maior na indústria da moda

Inclusão é realidade cada vez maior na indústria da moda

Fora a movimentação comercial, a indústria da moda tem trabalhado muito mais com causas sociais do que jamais visto. Esta proposta já faz parte da agenda de muitas grifes mundialmente conhecidas, que ajudam a construir um novo olhar sobre a moda que se baseia na inclusão.

A model showcases designs on the runway during the tenbo show as part of Mercedes Benz Fashion Week TOKYO 2015 A/W at Shibuya Hikarie on March 18, 2015 in Tokyo, Japan.
Desfile inclusivo em Tóquio, no Japão.

Quando o assunto é acessibilidade, a moda também faz diferença. Um gesto simples, como o que foi realizado pela grife Tenbo em sua coleção de inverno de 2015, assinada pela estilista Takafumi Tsuruta, chama a atenção. Não se olhava para a ação como correta ou caridosa, mas sim como responsável, profissional e, acima de tudo, humana. A moda deu mais um passo em direção a inclusão ao colocar na passarela mulheres com deficiências físicas para desfilar durante a semana de moda de Tóquio, no Japão. Mais um momento destaque pela defesa da cidadania: o exercício da acessibilidade.

O desfile teve uma modelo que cruzou a passarela na cadeira de rodas usando um vestido branco e flores no cabelo, além de duas mulheres com próteses nas pernas. Elas usaram perucas amarelas e peças fluidas. Outra presença ilustre no desfile foi a nadadora Rina Akiyamaand, atleta cega e campeã paraolímpica.

A marca já é conhecida por sua atuação em prol da inclusão no mundo fashion, faz campanhas e utiliza materiais para facilitar a vida das pessoas. Um exemplo é usar botões magnéticos para fechar as peças, evitando que outras pessoas precisem interferir para ajudar os modelos a se vestirem. A iniciativa, além de abrir os olhos do público à igualdade social, torna a vida destes modelos muito mais prática.

Outro exemplo são as agências de modelos abertas para pessoas com deficiências físicas. No Brasil, fotógrafos promovem ensaios exclusivamente com modelos que tenham algum tipo de deficiência, promovendo a valorização e a expressão de sua sensibilidade, beleza e sensualidade. Tem coisa mais legal do que promover a igualdade na arte e na moda?

Fonte: Terra

Conheça as malhas da quatrok:

Sintéticas Algodão Mistas