Como escolher o tecido ideal? - QuatroK Têxtil
Área Restrita

Novidades

Como escolher o tecido ideal?

Como escolher o tecido ideal?

Escolher um tecido pode ser uma tarefa desafiadora. São tantos tipos disponíveis que é muito fácil se sentir perdido em um showroom de têxteis, não é mesmo? Normalmente, a cor e as estampas são os fatores que nos atraem primeiro, mas esse é apenas um elemento do tecido.

 

Não é segredo para ninguém que a qualidade de uma peça depende da qualidade do material utilizado. Mas, como saber se o tecido é realmente de qualidade? É claro que existem vários tipos de tecidos, mas o principal fator de qualidade de um tecido é a maciez, afinal, nada como o toque para nos dar certeza de um bom material.

 

Saiba as necessidades do tipo de roupa

 

Aprender como escolher tecidos é essencial para que o resultado da sua produção seja satisfatório. Cada tipo de roupa apresenta necessidades diferentes de acordo com intenção de uso, modelagem e aplicações, como zíperes, botões, babados e laços.

 

O tipo de tecido é o que vai determinar o caimento da peça. Por exemplo, peças mais soltinhas e frescas são comumente produzidas com tecidos de algodão ou que possuem a fibra natural em sua composição. Já peças mais justas normalmente são feitas a partir de tecidos com elastano, com características que forneçam boa elasticidade à peça.

 

Se você vai produzir a partir de um molde, verifique as indicações de tecido. É importante seguir a recomendação, ou ao menos procurar por opções similares, o que vai garantir a qualidade da peça.

 

Diferença entre os tipos de tecido

 

Ao ver ou tocar um tecido, mesmo a pessoa mais iniciante consegue identificar algumas características que o diferencia de um outro tecido. O peso, a textura, a flexibilidade, a temperatura que ele passa, se ele desliza ou é mais áspero. Tudo isso tem a ver com duas razões principais: a composição e a técnica utilizada na trama.

A composição

 

Os tecidos podem ser produzidos com fibras naturais ou sintéticas.

 

  • Naturais: algodão, linho, seda, fibra de coco ou cânhamo.
  • Sintéticos: poliéster, poliamida, elastano.

 

A técnica

 

Trançamento: Existem tecidos de trama mais fechada, e outros de trama mais aberta. Isso significa que, ao trançar os fios no tear, cada um dos fios transversais ficaram mais próximos ou mais distantes uns dos outros, formando uma tela com mais ou menos “poros”.  Isso pode adicionar ou evitar transparência, ou deixar o tecido mais leve – ou mais pesado. A técnica é usada para produzir tecidos planos, que não têm elasticidade.

 

Lado a lado: Os fios desse tecido são dispostos horizontalmente. Em vez de serem todos entrelaçados nos fios verticais, como o tecido plano, eles são entrelaçados lateralmente um ao outro. Isso dá elasticidade ao tecido, e é assim que se produz a malha.

 

Espessura: Além disso, existem ainda variações na espessura de cada fio utilizado para compor a trama. O próprio tricoline pode ser produzido com fios 40, 50, 60 e até 80. Quanto mais fino o fio, mais fechada deve ser a trama.

Caimento

 

Antes de dar o próximo passo em busca do material ideal, procure imaginar a peça com o máximo de detalhes possível. Faça um desenho, observe os moldes e procure por referências de peças parecidas para observar qual é o volume desejado. Os tecidos responsáveis pela fluidez de um vestido de verão podem não ser tão eficientes ao constituírem um blazer para o outono, por exemplo.

Conheça as malhas da quatrok:

Sintéticas Algodão Mistas